29/11/2017
Especial
Também somos especiais para Deus, mas com João aprendemos que de modo algum somos superiores aos outros.
Redação CPIMW

“Entre os nascidos de mulher, não surgiu ninguém maior do que João Batista; todavia, o menor no Reino dos céus é maior do que ele” (Mt 11.11)

Leitura bíblica: Lucas 1.5-20


No texto de hoje, lemos que Isabel, uma senhora estéril, teria um filho. O nascimento de João foi especial desde sua concepção, resultado de um milagre divino. Durante a gestação, outro fato inusitado: o pai não conseguia falar. Além disso, quando Maria foi visitar Isabel, João se agitou na barriga da mãe ao reconhecer a mãe de Jesus. Como explicar fatos assim? Quando nasceu, todos esperavam que recebesse o nome do pai. Porém, para surpresa de todos, foi chamado João, conforme o anjo tinha dito. Somente então, Zacarias voltou a falar. O nascimento daquele menino foi tão especial que as pessoas se perguntavam sobre seu futuro (v 66), pois viam que Deus estava com ele.

De fato, João foi um grande homem: o último profeta de Israel, após mais de quatrocentos anos de silêncio da parte de Deus. Seu modo de se vestir e sua alimentação eram diferentes, e sua mensagem, impactante: era necessário arrepender-se de tudo o que desagrada a Deus e voltar-se a Ele, pois o Messias estava chegando. Quem concordava com isso era batizado, por isso João foi conhecido como “batista” ou “o batizador”. Teve o privilégio de batizar o próprio Filho de Deus encarnado! Talvez João sentisse que era especial. Todavia, não se deixou levar pelo orgulho nem se tornou arrogante (veja Jo 3.30). Ele sabia que sua missão era preparar o caminho para alguém ainda mais especial — Jesus.

Também somos especiais para Deus, mas com João aprendemos que de modo algum somos superiores aos outros. Precisamos de Jesus como todas as pessoas e, quando entregamos nossa vida a ele, recebemos uma missão parecida com a de João: anunciar a necessidade de arrependimento e preparar o caminho para que Cristo transforme a vida das pessoas. Então, reconheçamos humildemente nossa dependência de Jesus e deixemos que ele dirija nossa vida!

Vanessa Weiler Ribas, extraído do livro “Devocional Wesleyano”

 

MAIS LIDAS

Deserto
O deserto tem um conteúdo simbólico muito grande na Bíblia


A Verdadeira Adoração
Vamos começar com uma pergunta: o que você sabe sobre adoração?


Mesa, lugar de comunhão
É tempo de restaurar os elos da comunhão


Mensagem na olaria
Deus nos molda como o vaso na mão do oleiro


Aflição
Por que Jesus nos permite passar pela tempestade?



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016