12/04/2018
Memória de valor
O que temos feito por gratidão, por amor, não só a Jesus, mas a aqueles que estão a nossa volta?
Solimar Coelho

Valor é algo que temos como precioso. Para alguns é a família, para outros, um bom nome, e tem aqueles que acham que o que tem valor são dinheiro e bens. Realmente são valores preciosos. Entretanto a Bíblia nos conta a história de uma mulher que deixou um valor inestimável, sua memória.

“Em uma ocasião Jesus foi a um jantar na casa de Simão, o leproso, aproximou-se dele uma mulher com um vaso de alabastro cheio de precioso bálsamo, que lhe derramou sobre a cabeça. Vendo isto, os discípulos se indignaram, dizendo: que desperdício! Este perfume poderia ser vendido e dado aos pobres. Jesus, porém conhecendo-os, disse: Por que a afligis. Os pobres sempre terão convosco, mas a mim não haveis de ter sempre. Ela praticou uma boa ação para comigo, preparando-me para o meu sepultamento. Em verdade vos digo que onde este evangelho for pregado em todo o mundo, o que ela fez será contado para memória sua”. (Mt. 26. 6-13).

Naquela época, as pessoas juntavam perfume em um vaso, como economia, ou para ser usado na sua própria morte. O vaso de alabastro era um frasco de material delicado. O Nardo era um perfume raro extraído das regiões do Himalaia (Índia), por isso se tornava muito caro, o cálculo feito era 300 denários (1 denário correspondia a um dia de trabalho) – no preço de hoje, entre 15 a 20 mil dólares, mais de 60 mil reais (Blog Jovem/evangélico). Mas o que me chama a atenção é a atitude de Maria, ela deu o seu melhor, o que ela tinha de mais precioso, não o que sobrava, mas aquilo que ela economizara, guardara para seu próprio uso. O que você tem oferecido ao Senhor? E de nós, o que contarão quando partirmos? Quais atitudes estamos praticando como boa ação para com aqueles que estão a nossa volta? Esta Maria era a irmã de Lázaro (Jo 11.2), e ela não praticou esta ação porque Jesus ressuscitara seu irmão, pois ela o fez antes de Lázaro morrer. Ela fez por adoração, por louvor a Jesus, por gratidão pela sua salvação, por ter conhecido o Senhor e sua vida ter sido transformada, ela fez por amor. O que temos feito por gratidão, por amor, não só a Jesus, mas a aqueles que estão a nossa volta? Pois Jesus mesmo disse: “Pois quando o fizeste a um destes meus pequeninos, a mim me fizeste (Mt 25.35).Que assim como Maria possamos dar ao Senhor e a todos que estão a nossa volta o nosso melhor.

Solimar Coelho é colunista do Voz de Mulher

MAIS LIDAS

Mesa, lugar de comunhão
É tempo de restaurar os elos da comunhão


A Verdadeira Adoração
Vamos começar com uma pergunta: o que você sabe sobre adoração?


Deserto
O deserto tem um conteúdo simbólico muito grande na Bíblia


Mensagem na olaria
Deus nos molda como o vaso na mão do oleiro


É tempo de se fortalecer
A força da qual precisamos vem do Senhor



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016