11/02/2019
Como crescer imune às perdas
O que é que tem sido estreito na sua vida? Até quando você vai se conformar com esta estreiteza? Se sua visão é estreita, alargue-a
Redação CPIMW

Leitura bíblica: 2 Reis 6.1-7

Nosso maior desafio – como líderes – não será o de crescer, mas será o de superar as perdas nesse crescimento.

No contexto bíblico, perder o machado é perder a ferramenta essencial para continuar tocando um projeto tão sonhado.

Perder o machado é perder a capacidade de avançar na vida. Ver o machado cair no rio é ver esvair-se a esperança.

Uma vida com um machado perdido é uma vida tocada pela perda: sem força e sem alegria.

As atitudes dos aprendizes de profetas da Escola de Eliseu nos ensinam a desenvolver atitudes capazes de nos levar a superar os nossos problemas, para que todas as coisas venham a convergir para o nosso bem (Romanos 8.28).

1. Não se acomode com a escassez (verso 1)

Os aprendizes poderiam ficar acomodados naquele lugar, acotovelados, tendo que chegar cedo para encontrar lugar. Mas, eles não aceitaram a estreiteza da sua casa, desejaram mais e se puseram em ação para realizar mais.

O que é que tem sido estreito na sua vida? Até quando você vai se conformar com esta estreiteza? Se sua visão é estreita, alargue-a.

Isaías 54:1-4

Canta alegremente, ó estéril, que não deste à luz;

Amplia o lugar da tua tenda, e estendam-se as cortinas das tuas habitações; não o impeças; alonga as tuas cordas, e fixa bem as tuas estacas.

Porque transbordarás para a direita e para a esquerda...

Não temas, porque não serás envergonhada; e não te envergonhes, porque não serás humilhada...

2. Não dispense ajuda qualificada (verso 3)

Temos a triste tendência de fazer as coisas sozinhos, mas há coisas que não podemos fazer sozinhos. Os alunos de Eliseu fizeram questão que seu mestre fosse com eles. Eles tinham a força, mas o profeta tinha a sabedoria.

3. Não se ache imune aos acidentes (verso 5)

a) Nós não conseguimos nos livrar da teologia do mérito que diz que se estamos ligados em Deus, fazendo a Sua vontade, nada de ruim nos pode acontecer.


b) O grande profeta estava com eles, mas isto não evitou que a tragédia acontecesse. No caso, como pode ocorrer com alguns de nós, eles estavam fazendo o bem.


c) Ser cristão não é ser imune das tragédias, mas ter a certeza de que elas serão superadas.

4. Não procure culpados (verso 5): procure soluções

Encontrar um culpado não resolveria o problema: continuariam sem o machado.

Estamos cheios de “amigos de Jó”, prontos a colocarem toda a culpa dos acidentes em cima de nós.

5. Não se entregue (verso 5):

O lenhador deu um grito que o salvou: "Ah! meu senhor!".


a) Ele não se precipitou, porque sabia que não encontraria seu valioso objeto.

b) Ele não se desesperou, achando que tudo estava perdido, e não apenas o machado.

c) Ele não se entregou diante da tragédia, como se a vida tivesse acabado.


Não se entregue diante das perdas; o teu Senhor irá te salvar!

- Pr Agnaldo Valadares, carta pastoral do GCEU. 

MAIS LIDAS

É tempo de se fortalecer
A força da qual precisamos vem do Senhor


O verdadeiro empoderamento
Uma reflexão sobre a palavra da moda dos dias atuais


Mesa, lugar de comunhão
É tempo de restaurar os elos da comunhão


Mensagem na olaria
Deus nos molda como o vaso na mão do oleiro


Deserto
O deserto tem um conteúdo simbólico muito grande na Bíblia



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016