06/06/2019
Três dobras
Com a segurança que temos de que o Senhor Jesus está entre nós, conosco, em nós, podemos viver tranquilos
Redação CPIMW

O cordão de três dobras não se rebenta com facilidade (Ec 4.12)

Leitura bíblica: Eclesiastes 4.9-12

O contexto bíblico nos encaminha a não vivermos sós, mas em sociedade. O salmista comenta que é bom os irmãos viverem em união (Sl 133.1), sendo que a palavra irmão é empregada não só em relação aos irmãos biológicos, mas também em relação às pessoas da mesma fé. Os cônjuges também são tratados como irmãos: “Se dormirem juntos, vão manter-se aquecidos”. O texto de hoje aconselha união porque, se um parceiro cair, o outro ajuda a se levantar, e se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão.

Mas o importante é a menção de um cordão de três dobras. Quem é esse terceiro elemento? De onde surgiu ele? Pregadores da palavra de Deus, sempre concluem que esse terceiro elemento é Deus, com o que concordamos. Um casal, marido e esposa, ou dois parentes, irmãos se de fato forem cristãos, terão sempre a presença do Deus Altíssimo entre eles. Jesus disse que, onde houver dois ou três reunidos em nome dele (Mt 18.20), ele estará presente. Com a segurança que temos de que o Senhor Jesus está entre nós, conosco, em nós, podemos viver tranquilos: nossa união, nossa comunhão com o próximo estará garantida, pois um dos dois pode quebrar (cair), mas com o outro, estando forte no Senhor Jesus, podemos contar a vitória como certa.

Aos que vivem sob a direção dele, o Senhor Jesus afirma que, se dois concordarem a respeito de qualquer coisa que decidam pedir, esta lhes será concedida por Deus (Mt 18.19). Daí tais orações conjuntas serem sempre boas além daquelas que Jesus orientou fazermos em secreto, intimamente, que nosso Pai conhece e recompensará (Mt 6.6).

Sim, além dessa busca do Senhor em secreto, devemos sempre orar em conjunto, em companhia de um irmão comprometido espiritualmente com o Senhor Jesus. Procuremos, pois com os nossos familiares e amigos, orar sem cessar (1 Ts 5.17).

Edmar Torres Alves, extraído do livro “Devocional Wesleyano”

 

MAIS LIDAS

É tempo de se fortalecer
A força da qual precisamos vem do Senhor


O verdadeiro empoderamento
Uma reflexão sobre a palavra da moda dos dias atuais


Mesa, lugar de comunhão
É tempo de restaurar os elos da comunhão


Mensagem na olaria
Deus nos molda como o vaso na mão do oleiro


Deserto
O deserto tem um conteúdo simbólico muito grande na Bíblia



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016