03/10/2017
Bicho e planta: a dieta dos ancestrais
Entenda melhor quais são os alimentos permitidos na dieta paleolitica
Redação CPIMW

Você já ouviu sobre o desafio “bicho e planta” que muitas mulheres estão fazendo para emagrecer? Esse desafio é baseado na dieta paleolítica, que nada mais é do que se alimentar de plantas e animais não processados.

“Nossos ancestrais eram geneticamente iguais aos humanos modernos. Eles prosperaram comendo apenas o que encontravam nas plantações ou na caça e estavam livres de doenças como obesidade, diabetes e doenças cardíacas. Como não havia cozinha na época e os homens ainda não plantavam trigo, milho, arroz, por exemplo, que dirá moíam e misturavam grãos no período paleolítico. As massas não existiam e, portanto, são naturalmente excluídas da dieta. Por isso, as fontes de carboidratos se tornam apenas as naturais (vegetais e frutas). — (Dr. Júlio Pimentel)”

O excesso de carboidratos no nosso organismo é transformado em gordura e a maioria das pessoas tem sua alimentação diária baseada em pães, açúcar, arroz e macarrão além de fast foods, bebidas prontas e produtos industrializados. Isso explica o crescente aumento de indivíduos com sobrepeso e obesidade atualmente.

Com certeza no período paleolítico também não existia açúcar, óleo de soja, frituras, laticínios, congelados e industrializados, portanto, esses alimentos também ficam de fora da dieta.

Nossos ancestrais não tinham estoque de alimentos e não conseguiam se alimentar de 3 em 3 horas, portanto na dieta paleolítica a ideia é comer apenas quando tiver fome e então comer o que é permitido até ficar saciado tendo bom senso.

Entenda melhor quais são os alimentos permitidos nesta dieta:

Animais não processados: Aves, ovos, carnes (suína, bovina, cordeiro), peixes e frutos do mar.

Plantas: todas as hortaliças, vegetais (preferencialmente orgânicos) e raízes (batata doce, mandioca, inhame, batata baroa).

Frutas: abacate, coco, morango, kiwi, limão, maracujá, pitanga e amora (para quem deseja emagrecer apenas essas frutas ficam permitidas).

Gorduras: azeite (para temperar e cozinhar), manteiga (com moderação), óleo de coco (adicionar ao café), oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, pistache, avelã).

Bebidas: água comum e com gás, chás, café, kefir (produto fermentado a partir do leite ou da uva)

Essa não é a única forma de ter uma alimentação saudável, porém pode ser uma boa estratégia para quem deseja emagrecer. Procure um nutricionista e veja o que funciona melhor pra você.

Kesia Vasti é nutricionista e personal diet

 

MAIS LIDAS

Sua vida mais doce
Doces em excesso podem causar prejuízos à saúde


Dieta x Reeducação Alimentar
Você sabe a diferença entre dieta e reeducação alimentar?


Detox, a dieta da faxina
Dica de ouro após os exageros do fim de ano


Lancheira saudável
Capriche no lanche do seu filho


Suco ou fruta?
Nada é melhor que consumir a fruta in natura



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016