01/11/2017
Câmara e Senado celebram 500 anos da Reforma
Solenidades aconteceram dias 30 e 31 de outubro e enfatizaram principalmente as conquistas sociais que o movimento protestante trouxe à sociedade
Redação CPIMW

Foto: Alex Ferreira/ Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados realizou no dia 31 de outubro sessão solene em homenagem ao Dia Nacional da Proclamação do Evangelho e em comemoração aos 500 anos da Reforma Protestante. 

A homenagem foi solicitada pelos deputados Alan Rick (DEM-AC), Carlos Zarattini (PT-SP), Fábio Sousa (PSDB-GO), Givaldo Vieira (PT-ES), Jefferson Campos (PSD-SP), João Campos (PRB-GO), Josué Bengtson (PTB-PA), Marcos Rogério (DEM-RO), Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Professor Victório Galli (PSC-MT), Ronaldo Fonseca (Pros-DF), Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), Stefano Aguiar (PSD-MG) e Takayama (PSC-PR).

“As conquistas espirituais são importantes, mas não podemos deixar de citar as conquistas sociais e políticas. Liberdade de expressão, inovação na educação, diferenciação entre Estado e religião, as crenças democráticas e as revoluções. Tudo foi influenciado pela Reforma Protestante”, disse o deputado Fábio Santos.

Já Alan Rick pediu união e atenção das igrejas para não se desviarem dos ideais propostos por Lutero. “A nossa batalha, hoje, é garantir que as igrejas estejam unidas e atentas para não permitir que o evangelho seja usado para corromper lideranças. Quem está no poder não pode estar apenas pelo poder”, afirmou.

Em mensagem enviada ao Plenário, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ressaltou que a Reforma Protestante foi um dos mais importantes eventos da história. “As ideias de Lutero iniciaram a reforma de uma sociedade hierarquizada em que o conhecimento e o poder eram privilégio de um pequeno grupo. A reforma promoveu uma horizontalidade embasada na ideia de que todos são iguais em espírito”, disse.

Marcos Oliveira/ Agência Senado

Na segunda, dia 30, o Senado Federal celebrou os 500 anos da Reforma. Durante a solenidade, religiosos e senadores enfatizaram a luta de Lutero pela educação e a igualdade.

O pedido de realização da sessão foi dos senadores José Medeiros (Pode-MT) e Paulo Bauer (PSDB-SC), além de outros 11 senadores assinantes. Segundo eles, a atitude de Lutero deu início a um “movimento que transformou, desde então, a forma de pensar de grande parcela da sociedade”.

A Reforma Protestante foi um movimento liderado por Martinho Lutero no século 16. Por meio da publicação de suas 95 teses, ele questionou diversos pontos e dogmas da doutrina da Igreja Católica, propondo mudanças. Lutero teve o apoio de religiosos e governantes europeus, o que gerou uma revolução também social e política.

(Fonte: Agência Câmara Notícias e Agência Senado)

 

MAIS LIDAS

Jubileu de Ouro: orientações para o evento
Evento acontece em 30 de abril no Rio


Igreja Metodista Wesleyana celebra 50 anos
Igreja foi fundada em 1967 em Nova Friburgo


Filme "Para Sempre" estreia em dezembro
Longa é aposta após sucesso "O Quarto de Guerra"


Filme sobre soldado cristão é ovacionado
Longa foi exibido no Festival de Veneza


Orientações para celebração do Jubileu de Ouro
Faltam 52 dias para a comemoração dos 50 anos



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016