20/09/2016
Oração e Política
Somos cidadãos do céu, mas não podemos perder a consciência de nossa cidadania brasileira

https://3.bp.blogspot.com/-4A__OVZKpFo/VyD4sPaAy7I/AAAAAAAAAYw/r0Ifxvpu8DkJu1eY-Fqs0sDxV8dWp_LPwCLcB/s1600/brasilia009.jpg

 

"Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens, pelos reis, e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e sossegada, em toda a piedade e honestidade. Pois isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (I Timóteo 2. 1-4)

O apóstolo Paulo começa nos exortando neste texto que "antes de tudo, oremos". Oração e política tem muita coisa em comum, mas antes da política vem a oração. Orar pelos governantes e pelo Estado são recomendações de toda a Bíblia. Nas Escrituras percebemos o poder e a influência da oração sobre os governos os governantes e os rumos da história. Aliás a oração muda, transforma e faz história.

Israel orou e Deus os libertou da escravidão do Egito, Daniel orou o tempo todo na Babilônia e manteve-se no poder a favor de seu povo, Ester convocou um jejum e o povo de Deus foi poupado, cristãos oraram e a cortina de ferro caiu na antiga União Soviética, nos países do leste europeu, enfim, são muitos os relatos.

A TENSÃO ENTRE SER CIDADÃO DO CÉU E CIDADÃO DA TERRA                          

Mesmo que Filipenses 3.20 assevere que "a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo", não podemos perder a consciência de nossa cidadania brasileira. Afinal, cidadãos do céus ainda estão na terra para clamar pelo reino de Deus, a oração de um cidadão do céu não é outra senão esta: "Venha o Teu reino, seja feita a Tua vontade, assim na terra como no céu".

Sendo assim, o cristão cidadão do céu tem o dever de ser um bom cidadão na terra. Viver de forma coerente com sua oração. Exercer plenamente sua cidadania e seus direitos políticos. Como cidadãos do céu somos chamados a influenciar a vida e a política. Orar sim, sempre, mas profetizar, testemunhar e ser agente de transformação histórica, fazem parte dessa missão e da coerência.

Nosso texto de Paulo cria claramente uma forte conexão entre nossas orações por autoridades e governos com nossa tranquilidade, com a paz da cidade e da sociedade. Todavia a vida sossegada que se busca nessa oração é em toda a "piedade e honestidade". Isso compromete nossa oração com a ética e integridade. O texto não nos ensina a orar pela manutenção de governos corruptos, violentos ou materialistas. Mas por governos que honrem a piedade e a honestidade. Não é oração para sacralizar a propina, o mensalão, o nepotismo e coisas do tipo.

PROCUREI DENTRE ELES, MAS A NINGUÉM ACHEI...

"E busquei dentre eles um homem que levantasse o muro, e se pusesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei. Por isso eu derramei sobre eles a minha indignação; com o fogo do meu furor os consumi; fiz que o seu caminho lhes recaísse sobre a cabeça, diz o Senhor Deus" (Ezequiel 22.30, 31)

A necessidade da oração e especialmente da oração intercessora, salta nas páginas do Livro Santo. Em 2 Crônicas 7.14 o Senhor promete: "sararei a terra", se tão somente seu povo se humilhar, se converter e orar.

Oremos por nossa nação. Oremos por nossos governos e governantes, mas sem esquecer que somos cidadãos da terra, do Brasil, da cidade. Sendo assim, orando e salgando, intercedendo e brilhando, clamando mas também denunciando, retomemos nossa posição de povo profético que antes de chegar ao céu tem o dever de deixar como rastro de luz, uma "linha de esplendor sem fim".

 

Bispo Anderson Caleb Soares de Almeida é superintendente da 1ª Região Eclesiástica

MAIS LIDAS

Quando a polícia some
Reflexões sobre a crise de segurança no Espírito Santo


O programa e a presença
O programa não pode extinguir o Espírito, a presença


Wesleyanos que não gostam de ler?
Leia bons livros, saiba escolher, sobretudo leia a Bíblia


Oração e Política
Somos cidadãos do céu, mas não podemos perder a consciência de nossa cidadania brasileira


Teologia do "não"
Ninguém gosta de ouvir um "não", mas ele tem salvado muita gente



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016